01 setembro 2008

FROTA AMERICANA ESTÁ NA BACIA DE SANTOS


O jornal argentino El Clarín noticiou, no dia 14 de agosto, que frotas de navios americanos estão em águas brasileiras, mais especificamente na bacia de Santos, onde a Petrobrás descobriu o que pode ser a maior jazida de petróleo da história.
O presidente Lula já pediu explicações aos EUA, mas até agora não obteve nenhuma resposta. A imprensa brasileira noticiou quase nada sobre o assunto.



A IV frota americana, que está na bacia de Santos, é a mesma que bombardeou os navios mercantes brasileiros no nordeste, na década de 40, acusando a Alemanha pelo feito, a fim de que o presidente Getúlio Vargas aderisse à II guerra mundial. Ela também esteve presente aqui na década de 60, durante o golpe de 64, dando apoio logístico e militar.
Pelo histórico dessa armada, pode ser uma ameaça de guerra ao país, pelo petróleo.

Veja a reportagem no link: http://www.clarin.com/diario/2008/07/14/elmundo/i-01714630.htm

BRASIL PRECISA SE PREPARAR PARA ENFRENTAR AMEAÇA E INTIMIDAÇÃO
Ana Cecilia Americano - (Gazeta Mercantil/Caderno A - Pág. 4. Rio de Janeiro, 7 de Agosto de 2008

A reativação da IV Frota da Marinha norte-americana, que voltou a atuar na costa da América Latina, em tempos de paz, é um assunto que Roberto Mangabeira Unger, ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) está acompanhando de perto. O ministro declarou durante o seminário "Instituições para a Inovação", realizado no Rio de Janeiro, que esse e outros fatos reforçam a importância de o País contar com o que chamou de "escudo de defesa".
"Precisamos dele não apenas contra as agressões, mas também contra intimidações", acrescentou. Para Unger, se o Brasil quiser desbravar um caminho próprio, não pode estar sujeito a qualquer das duas situações. "Vivemos num mundo em que a intimidação ameaça tripudiar sobre a cordura", disse. Nesse contexto, a recomendação do ministro é o Brasil se armar.
Unger informou que a SAE está num estágio avançado da formulação de uma estratégia nacional de defesa. Segundo ele, o objetivo estratégico será a negação do mar brasileiro a qualquer força inimiga que tente abordar o Brasil por via marítima. "Se for necessário, no futuro, manteremos a capacidade focada de projeção de poder, numa trajetória para afirmar o controle sobre o Atlântico Sul", acrescentou. "Determos o controle não quer dizer que desrespeitaremos qualquer norma internacional", ressaltou, "mas (a possibilidade) de exercermos uma ascendência sobre a nossa área, quando necessário."Segundo o ministro, há uma determinação no governo de desenvolver na Marinha uma força de submarinos e, ainda, criar capacidade de monitoração da superfície tanto da terra, como do mar, a partir do espaço.


Três vertentes

Unger explicou que a SAE já estuda a Defesa Nacional há mais de um ano. E que sua orientação tem sido a de reorientar as discussões sobre as Forças Armadas para que possam desempenhar suas responsabilidades em situações de paz ou de guerra. "Nunca tivemos no Brasil uma grande discussão nacional e civil a respeito da Defesa e agora estamos tentando tê-la", explicou. Segundo ele, o debate tem sido orientado por três vertentes. O primeiro diz respeito à reconstituição das Forças Armadas para que possam desempenhar o seu papel. O segundo trata da reorganização da indústria bélica nacional, tanto de origem estatal, como privada. "Não podemos dispor apenas de tecnologia estrangeira nessa área", argumentou o ministro. Por fim, o terceiro eixo explora qual deve ser o futuro do serviço militar obrigatório. Para Unger, o papel das Forças Armadas é serem "a própria Nação em armas". Esse conceito se contrapõe à idéia de Forças Armadas formadas por parte da Nação, paga por terceiros para defendê-los.

10 comentários:

MARCELO disse...

MANDA O COMANDO VERMELHO PRA CIMA DELES!!!!!!!

Roma disse...

manda a garra alvinegra pra cima deles...

Anônimo disse...

Mandem o pcc tbm...

se é guerra que eles querem...

Anônimo disse...

baixada santista dormi pronta para guerra
vem que vem EUA de merda

Anônimo disse...

11 de setembro tu lembra da quela cena quando o ozama derrubou as torres gemias tu vi la as torres caiu para onde as torres foi foi para puta que opariu

Rafaa disse...

PCC PRA CIMA DELES! SE É GUERRA, VAMOS VEER A GUERRA, É SÓ AS ALTORIDADE BRASILEIRAS DAR AS ARMASR PRA ELES, QUE PRONTO! AGNTE GANHA ESSA GUERRA FACIL FACIL!

gabriel disse...

O BR tem q convocar tdas tropas, o pcc, o comando vermelho... tda bandidagem q tiver

Ae vamo ver qm eh qm

Pedro disse...

Bando de imbecis, são todos uns tolos, não sabem de porra nenhuma.Eles estavam aqui para fazer exercícios em conjunto com nossas forças armadas, somos aliados dos EU.O alienado disse que foram os americanos que afundaram nossos navíos durante a SGM, vai estudar meu filho, ler também é bom...


Ahhh sim, se entrassémos em guerra com os EUA não teriamos chance alguma.Estamos sucateados.

Lucas Kjati disse...

Podem Vim Americanos de Merdaaa !!

Edy disse...

Basta o governo brasileiro legalizar a venda de drogas no país que os traficantes acabam com os EUA, facil, facil! hheehhehehe