04 abril 2008

SARKOZY ACUSA EUA E BRASIL DE 'DUMPING' EM BIOCOMBUSTÍVEIS


O presidente francês, Nicolas Sarkozy, acusou os governos do Brasil e dos Estados Unidos de praticarem um "dumping fiscal sem precedentes na produção de biocombustíveis". E afirmou que "a Europa não pode ignorar os dispositivos de apoio implementados por esses dois países para desenvolver certos biocombustíveis".
Sarkozy fez essas declarações durante uma reunião da principal federação sindical agrícola da França, a FNSEA.


Para o consultor do presidente francês para questões agrícolas, Christophe Malvezin, "a política fiscal do governo brasileiro, de reduzir os impostos nesse setor, incita os consumidores do país a utilizarem etanol e comprarem carros movidos a álcool, criando distorções no mercado. Essa redução de impostos equivale a uma ajuda direta aos fabricantes de biocombustíveis”.
Segundo Malvezin, o sistema fiscal favorece as empresas brasileiras do setor, que teriam condições mais vantajosas para exportar seus produtos para a Europa.


A França presidirá a União Européia a partir de julho próximo e Sarkozy deixou claro em seu discurso que endurecerá as posições do bloco nas negociações para a liberalização do comércio mundial na Organização Mundial do Comércio (OMC).
"Vou me opor fortemente a qualquer acordo contrário aos interesses da França.”, disse o presidente francês.
Sarkozy ainda afirmou que, durante a presidência francesa da União Européia, o bloco não aceitará propostas que não sejam acompanhadas de concessões por parte dos Estados Unidos e dos países em desenvolvimento.

Leia mais na BBC

Assista: a União Européia poderá cortar os subsídios agrícolas destinados a produção de biocombustíveis. Em 17/03/2008 no Canal Rural


Corte de subsídio nos biocombustíveis por superalbertofilho

Nenhum comentário: